E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Fique atento! Tráfego na Alça Viária terá suspensões de 30 minutos ao longo dos dias

Quem pretende seguir para Belém por via terrestre, precisa se munir de paciência. É que a Secretaria de Transportes do Pará, começou a manutenção preventiva em um trecho de 600 metros da Ponte Almir Gabriel, sobre o rio Guamá, que integra o complexo da Alça Viária, na PA-483. O serviço não vai interromper o tráfego de veículos na ponte, mas exigirá suspensões temporárias de 30 minutos cada, ao longo do dia.

A primeira suspensão tem horário certo: das 8h30 às 9h. Depois, até o por do sol, dependendo das condições do tempo, poderão ser feitas até cinco suspensões, também de meia hora cada. “Se optássemos por um trabalho ininterrupto, com fechamento total do tráfego, a obra demoraria cerca de quatro meses e os transtornos para os usuários seriam incalculáveis”, explicou o secretário de Transportes, Kleber Menezes.

As interrupções vão ocorrer por um período de 13 meses. Ao longo desse tempo, cada estai do conjunto de 152 existentes será retirado, inspecionado, submetido a testes e reaproveitado após manutenção ou trocado em caso de dano.

A ponte tem uma extensão total de 1.980 metros, mas apenas o vão de cerca de 600 metros é estaiado, ou seja, suspenso por 152 tirantes apoiados em duas grandes colunas. Este tipo de manutenção é previsto nos manuais de engenharia, que recomendam sua execução a cada período de 10 a 15 anos. A ponte sobre o Rio Guamá, inaugurada em 2002, tem quatorze anos.

A recomendação da Setran, Detran e PRE é de que a velocidade máxima no perímetro seja de 20 quilômetros por hora. A carga máxima permitida é de 8.2 toneladas por eixo, como já é fixado na legislação de trânsito.

Algumas paradas podem durar somente 15 minutos, mas em alguns casos, especialmente na abordagem dos estais mais longos (os cabos variam de 40m a 160m de comprimento), poderá haver necessidade de paralisações maiores. “Caso seja necessário um bloqueio que ultrapasse 60 minutos, a população será avisada com 48 horas de antecedência por meio dos órgãos de comunicação do governo e imprensa”, garantiu Walmero Costa, diretor de operações do Detran.

Em média, cerca de três mil carros passam por dia no local, aproximadamente 150 veículos por hora. Quem quiser escapar da lentidão tem duas opções de desvios disponíveis. Uma é a balsa do Arapari, o que aumenta em três horas o tempo de viagem e a outra a BR-010 (Belém-Brasília), que aumenta em 200 quilômetros a distância a ser percorrida.