E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Ações da Vale seguem em queda mesmo após inauguração do S11D e venda de setor de fertilizantes

Depois de inaugurar no sábado (17), o Projeto S11D (veja próximo post), a Vale anunciou na manhã desta segunda-feira (16) que formalizou a venda de seus ativos na área de fertizantes com a norte-americana Mosaic, por aproximadamente 2,5 bilhões de dólares, em negócio que também envolverá aquisição de participação minoritária na companhia norte-americana.

Seguindo a determinação da Comissão de Valores Mobiliários, que regulamenta a obrigatoriedade da divulgação dos chamados "atos ou fatos relevantes", a Vale anunciou a operação de venda logo no início do pregão de hoje.

A Vale afirmou que receberá 1,25 bilhão de dólares em dinheiro e 1,25 bilhão em ações ordinárias a serem emitidas pela Mosaic.

A atuação da Vale no setor de fertilizantes foi marcada por diversos acidentes - principalmente na unidade de Araxá (MG), envolvendo vazamentos de produtos químicos perigosos, entre os quais a amônia, matéria-prima importante na fabricação de fertilizantes.

Mas, nem mesmo essas notícias estão sendo capazes de empurrar para cima o preço das ações da Vale (Vale5), que estão cotadas em R$ 24,30 na Bovespa, mantendo a tendência de queda que começou desde o dia 7 de dezembro, quando a Vale5 alcançou R$ 28,00.Uma das explicações para a queda relativa no preço das ações é que a mineradora australiana Fortescue Metals informou na sexta-feira (16) que fracassou a parceria com a Vale para a adequação das encomendas feitas por siderúrgicas chinesas .

Desde março deste ano as empresas tentavam misturar minério para atender encomendas que superam 150 milhões de toneladas de minério de ferro na China. A ideia era elevar a qualidade do minério de ferro para algo muito próximo àquele entregue pela Rio Tinto.

"Nós tivemos discussões muito construtivas com a Vale, mas não fomos capazes de chegar a termos comerciais", disse à Reuters o presidente da Fortescue, Nev Power. "Embora estejamos decepcionados por não termos sido capazes de chegar a um acordo, nosso minério já é muito bem aceito no mercado, então também podemos misturar com outras companhias."

A associação entre as duas mineradoras também teria dado à Vale uma opção de comprar participação de 5% a 15% na Fortescue. Mas a alta dos preços do minério, juntamente com custos mais baixos de embarque e combustível, reduziram a necessidade de um acordo, de acordo com Power.

O minério de ferro apresentou desempenho forte em 2016, com valorização de cerca de 85% em relação ao nível do início do ano. A commodity mais que dobrou de valor em relação à mínima atingida em fevereiro de cerca de US$ 38 por tonelada.