E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Contornando a crise, Marabá "recicla" móveis para inaugurar mais uma escola

Vejam lá. 

A Prefeitura Marabá, inaugura, neste sábado (26), a partir das 10 horas, a Escola Ruan Pablo Conceição, na Vila Sororó. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (25), pela Secretaria Municipal de Educação - Semed.

A escola conta com seis salas de aulas, Laboratório de Informática, sala de leitura, Diretoria, Secretaria, Refeitório, Almoxarifado e Complexo de Cozinha. E uma curiosidade que mostra o quanto é séria a crise: segundo a Semed, a Ruan Pablo Conceição é a primeira escola onde os móveis foram em sua maioria reciclados e ficaram como novos.

Como se vê, mesmo sob severas críticas e adaptando-se ao orçamento cada vez mais curto, João Salame Neto segue trabalhando especialmente na Educação, setor que tem sido responsável por alguns dos melhores e dos piores momentos de João à frente da Prefeitura.

Na coluna "Pró" ficam a contratação e construção de mais de 20 núcleos de educação infantil e 9 escolas; climatização das salas de aula; eleições diretas para diretor escolar; regularização da merenda e do transporte escolar, além da garantia de matrícula para todas as crianças.

Na coluna "Contra" não pode deixar de constar a incapacidade de derrotar a visão corporativa reacionária que permeia a direção da categoria dos trabalhadores da educação; a ausência de punição aos professores que alcançaram progressão mediante fraude e a demora em atacar a distorção salarial que deu origem aos funcionários chamados inapropriadamente de "iluminados". 

Com quase 5 mil funcionários - em sua maioria concursados com estabilidade e e com direitos a diversas vantagens - a Semed conseguiu equilibrar receitas e despesas durante o último período de crescimento (até 2014). Mas, a retração econômica e as distorções salariais a jogaram em um cenário de profunda incerteza quanto ao futuro.

Caberá ao prefeito eleito Tião Miranda a tarefa de tentar reequilibrar as contas da Semed. Sob qualquer ângulo, uma tarefa impossível sem medidas amargas entre as quais cortes de investimentos, demissões, alterações no Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR), exoneração de fraudadores, etc. Não vai ser fácil.