E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

#NãoVaiTerSocial - Depois de viralizar na web, "Senhorita Andreza" é presa em Belém

Ela movimentou a web na quinta-feira (21), ao postar um vídeo convidando a "galera" para "uma social" no seu "setor". Mas, a festa da "senhorita Andreza" acabou antes mesmo de começar quando agentes da Polícia Civil chegaram à residência de Andreza Castro de Sousa, 20 anos, no bairro da Cabanagem, em Belém, na manhã desta sexta-feira (22). Ela foi presa acusada de tráfico de drogas e outros crimes.

Além de Andreza, foram detidos seu marido Huanderson Fereira Santos, 24 anos, conhecido como "Andinho" e Robson da Silva Peniche, 23 anos. Outras três pessoas também foram detidas e estão sendo ouvidas, mas ainda não tiveram os nomes divulgados.

Na residência de Andreza e "Andinho", a polícia encontrou petecas de maconha que estariam prontas para serem vendidas, cocaína e munição para armas. 

Materiais odontológicos também foram apreendidos. Eles pertenciam à "senhorita", que planejava começar a atender em sua própria casa. A explicação, segundo Andreza, era curiosa: "Eu mesma troco a 'liguinha' do meu aparelho (ortodôntico), é fácil, ia começar a fazer isto para outras pessoas", explicou, a "empreendedora".

O vídeo, apesar de fazer apologia a consumo de drogas, rapidamente se transformou em piadas e memes. A partir daí, surgiram eventos no Facebook e até mesmo "logística" para a realização da tal "social": abadás, ingressos, imagens de "preparativos", condução. Veja alguns memes clicando aqui.

Segundo a Polícia, Andreza será indiciada por posse ilegal de entorpecentes, tráfico de drogas, associação criminosa e por prática ilegal da profissão. De acordo com Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), ela será encaminhada ao Centro de Recuperação Feminino (CRF), onde ficará à disposição da Justiça.

Huanderson foi indiciado por diversos assaltos na avenida Independência, porte ilegal de munição e tráfico de drogas. Robson por tráfico de drogas e homicídio, já que confessou ter matado um homem a tiros no mês passado, também na Cabanagem.