E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

É séria a crise! Mais de 1 milhão de famílias não têm como pagar as contas, mostra estudo

Estudo divulgado nesta sexta-feira (22) pela Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo -CNC, apresenta um dado preocupante. Segundo a CNC, o número de famílias com dívidas e contas em atraso (inadimplentes) aumentou 8,4% em relação a 2014, chegando a 20,9%.

Pela primeira vez, desde 2010, ocorre aumento no número de famílias com contas atrasadas. No ano passado, 19,4% das famílias estavam nessa situação.

Os dados fazem parte da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor - Peic. 

O número de famílias que reconheceram não ter perspectiva de pagar suas contas atrasadas subiu 23,2% e chegou a 7,7% do total. Em números absolutos, mais de 1,1 milhão de famílias estão nessa situação desde 2015, contra 899 mil em 2014.