E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sábado, 4 de outubro de 2014

Morre Hugo Carvana aos 77 anos

Foto: Reprodução/TV Globo
Na ORMNews, hoje (4): 
O ator e diretor Hugo Carvana morreu neste sábado (4), por volta de meio-dia, no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, aos 77 anos. Ele estava internado desde o último domingo (28), conforme noticiou o site do colunista Ancelmo Gois. Carvana sofria há cinco anos de Mal de Parkinson e foi vítima de câncer de pulmão. Ainda não há informações sobre velório e enterro.Seu último papel na TV foi na minissérie "O Brado Retumbante". Hugo ficou conhecido por interpretar Waldomiro Pena, nos anos 80, em "Plantão de Polícia", da TV Globo. Dirigiu os filmes "Vai Trabalhar Vagabundo", "O Homem Nu" e "A casa da mãe Joana".
Fervoroso torcedor do Fluminense, Carvana se passava por vendedor de balas e ambulantes para poder entrar nos estádios e acompanhar os jogos do time. Figura constante nas mesas dos bares da cidade, fez amizade com nomes como Roniquito, Ary Barroso, Tom Jobim e Vinicius de Moraes, foram alguns.
Carvana nasceu em 4 de junho de 1937, na Rua Dona Romana, no Lins de Vasconcellos, subúrbio do Rio. Filho da costureira Alice Carvana de Castro e do comandante da Marinha Mercante Clóvis Heloy de Hollanda, o ator cresceu na Zona Norte, entre o Catumbi, o Rio Comprido e a Tijuca.
Hugo Carvana deixa a mulher, a jornalista Martha Alencar, e quatro filhos.