E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Ibope e Datafolha mostram Dilma à frente. Vantagem de petista está além da margem de erro.

O Ibope e o Datafolha divulgaram na tarde desta quinta-feira (23), suas penúltimas pesquisas eleitorais, antes do segundo turno que acontece neste domingo (26). No sábado, os institutos deverão divulgar mais um levantamento. Os números dos dois institutos são bem próximos e mostram, pela primeira vez, que Dilma Rousseff conseguiu abrir vantagem efetiva sobre seu adversário, o tucano Aécio Neves. Agora, Dilma virou o jogo e lidera para além da margem de erro. As pesquisa foram encomendadas pela TV Globo e pelos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de São Paulo.
O Ibope aponta os seguintes percentuais de votos válidos:
- Dilma Rousseff (PT): 54%
- Aécio Neves (PSDB): 46%
Íncluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, Dilma tem 49% e Aécio 41%. Brancos e nulos somam 7% e indecisos 3%.
A rejeição de Aécio subiu para 42% e a de Dilma recuou para 36%.
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.
O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95% e a pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01168/2014.
Datafolha
No Datafolha, considerando apenas os votos válidos Dilma tem 53% e Aécio 47%.
No levantamento anterior, divulgado no dia 22, Dilma tinha 52%, e Aécio, 48% dos votos válidos.
Íncluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, Dilma aparece com 48% e Aécio fica com 42%. Brancos e nulos somam 5% e  indecisos 5%
O Datafolha ouviu 9.910 eleitores em 399 municípios nos dia 22 e 23 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01162/2014.
A rejeição de Aécio alcançou 41 pontos percentuais e a de Dilma recuou para 37%.