E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Diferentes gerações de músicos marabaenses se apresentam no palco do Centenário

Esta terça-feira (2), quarta noite da festa do Centenário de Marabá, ficou marcada pelo encontro de gerações. A vontade de homenagear Marabá uniu artistas com muito tempo de estrada e outros que começaram mais recentemente.
Na mesma noite, apresentaram-se, por exemplo, Gilvan Feitosa, com clássicos da MPB e a ascendente Assória, banda que apresentou, entre outros, covers do espetacular Guns N’Roses, além de Zequinha e Manoel Gato, com suas composições regionais e tantas histórias para contar, e a banda Swing Moleque, com um som que lembra o balanço do imortal Tim Maia.
Entre tantas atrações, Aurélio Santos cantando “Morada Antiga” e André Abreu com suas letras contestadoras também merecem destaque. Suas interpretações e arranjos ousados enriqueceram as apresentações e embalaram a noite às margens do Tocantins. (Com Ascom/PMM - Foto Hélder Messiahs)