E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

terça-feira, 5 de março de 2013

Morre Chávez

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, morreu aos 58 anos nesta terça-feira (5), vítima de câncer na região pélvica, com o qual convivia há um ano e meio. Desde que a doença foi diagnosticada, em junho de 2011, Chávez passava longos períodos em Cuba, onde tratava a doença.
O anúncio oficial da morte de Chávez foi feito por volta das 18h50 (horário de Brasília) desta terça-feira (5) pelo vice-presidente venezuelano Nicolás Maduro. Por volta das 19h20, o comandante das Forças Armadas da Venezuela convocou todas as forças disponíveis no país para garantir a segurança de todos os cidadãos venezuelanos e o cumprimento da Constituição do país.
Criador de um certo "bolivarianismo", mistura de culto à personalidade com discurso esquerdopata, Chávez estava mais para um truão que para um líder. Depois de tentar um golpe em seu país, acabou eleito presidente e reformando a constituição para obter poderes quase imperiais. Seus gastos exorbitantes com as Forças Armadas e seu discurso anti-americano, representaram entraves ao desenvolvimento da Venezuela, um dos maiores produtores de petróleo do planeta.
Em outubro de 2012, Chávez havia sido reeleito presidente da Venezuela, com 54% dos votos. Como faleceu antes de assumir o governo, o país deverá passar por novas eleições. O ex-governante já deixou o seu recado sobre o futuro do país. "Vocês todos têm de eleger Nicolás Maduro como presidente. Peço isso de coração", afirmou, durante seu pronunciamento na TV. Como se vê, mesmo do túmulo Chávez pretende continuar mantendo sob tutela a Venezuela. A questão que se coloca agora é se Maduro, um ex-motorista de ônibus, poderá manter vivo o "chavismo" sem Chávez.
O vice venezuelano, cedendo à "teoria da conspiração", chegou a acusar "inimigos da pátria" pela doença de Chávez e já anunciou a expulsão de David del Mónaco, adido militar da embaixada americana, acusado de tentar aliciar militares para desestabilizar a Venezuela.