E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

segunda-feira, 11 de março de 2013

"Branquinha" nem pensar - No Rio só cerveja nos estádios

Não serviu para absolutamente nada a mobilização de alguns parlamentares contra a venda de cervejas nos estádios. O presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes, divulgou uma resolução nesta segunda-feira (11) autorizando a venda de cerveja em estádios cariocas a partir desta sexta-feira, 15 de março.
A venda poderá ocorrer em bares ou pontos de venda dos estádios, fora dos limites das tribunas, cadeiras e arquibancadas. Será possível comprar cerveja no período de duas horas e até 15 minutos antes do início da partida, e no intervalo. Está proibida a comercialização durante e depois dos jogos. Está proibida também a venda de bebidas alcoólicas destiladas.
Ou seja, o lobby da cerveja mostrou-se muito eficiente. Já a turma da "pinga" não foi contemplada pelas bençãos da cartolagem. A questão agora é saber quanto tempo até que a medida acabe se estendendo a todos os estádios brasileiros.