E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Presidente do TJ-PA e governador Simão Jatene lamentam morte de Almir Gabriel

A Presidente do Tribunal, desembargadora Luzia Nadja Nascimento, divulgou nota de pesar pelo falecimento do ex-governador Almir Gabriel, ocorrida na manhã de hoje (19). Na mensagem a magistrada afirma que "o Poder Judiciário do Estado do Pará e o Tribunal de Justiça do Estado manifestam imenso pesar pelo falecimento do governador Almir José de Oliveira Gabriel.
Ao lamentar a morte de tão ilustre homem público, o Poder Judiciário deseja destacar a importância de Almir Gabriel para o desenvolvimento do Estado e ressalta a grandeza de seu nome na História do Pará.
O governador do Estado, Simão Jatene, também lamentou a morte do ex-governador Almir Gabriel e pediu um minuto de silêncio, durante a aula magna que ministrou, esta manhã, na Universidade do Estado do Pará (Uepa), em Belém. Almir faleceu na manhã desta terça-feira, 19, aos 80 anos, em um hospital particular de Belém, onde estava internado desde o início de fevereiro. Há alguns anos o político vinha lutando contra um edema e um enfisema pulmonar, agravados, ao longo do tempo, pelo tabagismo. O velório acontecerá no Palácio Lauro Sodré, no bairro da Cidade Velha, a partir das 14 horas. O enterro será na quarta-feira, 20, em Castanhal, cidade natal do ex-governador. O cortejo deverá sair de Belém às 9 horas.
Ao iniciar sua aula no auditório da Uepa, Simão Jatene citou o escritor Ernest Hemingway ao comentar o falecimento do ex-governador Almir Gabriel. “Nenhum homem é uma ilha isolada. Somos parte de um continente. A morte de cada ser humano me enfraquece, porque sou parte da humanidade”, afirmou. “Confesso que pensei seriamente em não ministrar esta aula, mas tenho certeza, pelo o que conhecia do Gabriel, que ele preferia que eu continuasse”, acrescentou. (Com Ag.Pará)