E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Anistia Internacional promove campanha contra pena de morte


"Esta foi a última refeição de Led Jones. Executado em 1998. Inocência presumida desde 1993.Se você não consegue digerir isso, aja. Assine a petição contra a pena de morte em facebook.com/amnestypr". A legenda da foto acima reflete bem o espírito da campanha promovida pela Anistia Internacional contra a pena de morte em Porto Rico.
As peças publicitárias mostram as últimas refeições de diversos condenados que foram executados antes que conseguissem provar sua inocência.
A Anistia Internacional costuma ser contundente em suas campanhas quando aborda temas como tortura, crime e impunidade.
Cada imagem retrata o prato requisitado pelos presos, seguidas por uma linha com seu nome, quando ele foi condenado à morte e o ano em que ele foi declarado inocente. Por fim, a campanha arremata: “Se você não pode digerir isso, aja”.
As imagens são do fotógrafo James Reynolds e a criação é da agência DDB de Porto Rico. Confira mais fotografias abaixo:

"Esta foi a última refeição de Ruben Cantus. Executado em 1993. Inocência provada em 2010. Se você não consegue digerir isso, aja. Assine a petição contra a pena de morte em facebook.com/amnestypr"


"Esta foi a última refeição de David Spences. Executado em 1997. Inocência presumida desde 2000.Se você não consegue digerir isso, aja. Assine a petição contra a pena de morte em facebook.com/amnestypr".
"Esta foi a última refeição de Claude Jones. Executado em 2000. Inocência provada em 2010"