E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Prefeito eleito de Marabá, João Salame critica partição de recursos proposta por Jatene para empréstimo bilionário

Por absoluta desatenção deixei de publicar a manifestação do deputado estadual e prefeito eleito de Marabá João Salame Neto sobre o empréstimo bilionário que a Assembleia Legislativa do Pará autorizou Jatene a contrair. O posicionamento foi devidamente divulgado pelo amigo e blogueiro de alta qualidade Hiroshi Bogea. Venia maxima, transcrevo o texto produzido pela assessoria de comunicação de João que catei lá no Blog do Hiroshi. Os comentários, garanto-lhes, faço depois. Leiam com atenção o que disse o futuro prefeito de Marabá.

“O pedido de empréstimo do Governo do estado, da ordem de R$ 1,9 bi, que tramita nas Assembléia Legislativa do Estado, pra variar, é generoso com Belém e perverso com Marabá e outras cidades da região”.

A denúncia foi feita pelo deputado João Salame (PPS), na última terça-feira, em pronunciamento realizado da tribuna da Assembléia Legislativa. Além dos recursos destinados a recuperação de estradas em todo o Estado, e outros que ficarão sob o comando dos secretários de Jatene, as verbas carimbadas para os municípios revelam a discriminação de sempre.
Enquanto a capital fica com R$ 568 milhões do empréstimo, Itaituba fica com R$ 70 milhões, Santarém com R$ 45 milhões e Marabá com apenas R$ 15 milhões. Na tribuna, Salame denunciou que a proposta embutida no projeto acentua as desigualdades regionais.
“Diziam que não era preciso dividir o Pará, que o Pará unido daria conta de enfrentar as desigualdades regionais. Mas o que vemos é o de sempre: o Pará unido aumentando o fosso que separa as regiões. Esse empréstimo é uma vergonha”, protestou o prefeito eleito de Marabá.
Salame conclamou o governador Jatene a rever a proposta enviada para a Alepa. “Se o governador Jatene fizer uma revisão nessa proposta de empréstimo e contemplar Marabá como o município merece, ele será certamente parabenizado pela sua atitude. Nas obras que forem carimbadas para Marabá nesse empréstimo ele será recebido com festa por ocasião das suas inaugurações. Caso contrário, a população saberá reagir a mais essa discriminação”, alertou o deputado.
O pedido de empréstimo deverá ser votado nesta terça-feira. A proposta de revisão feita pelo deputado João Salame foi encaminhada ao governador pelos líderes dos partidos e pelo presidente da Alepa, deputado Manoel Pioneiro (PSDB).