E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Justiça Federal manda desocupar Belo Monte

O juiz federal Marcelo Honorato, de Altamira (PA), ordenou ontem (11) a desocupação da área invadida, determinando o prazo de 24 horas a partir da notificação para o seu cumprimento.
O juiz determinou ainda a realização de uma audiência de conciliação na próxima segunda-feira (15), no canteiro de obras do Sítio Pimental, em Belo Monte. O objetivo é que as comunidades indígenas que ocupam a área apresentem uma pauta de reivindicações para a Norte Energia, empresa responsável pela construção da Usina Hidrelétrica Belo Monte.
A audiência será presidida pelo Ministério Público Federal (MPF) com participação da Fundação Nacional do Índio (Funai).
O canteiro do Sítio Pimental, um dos três da Hidrelétrica Belo Monte, está ocupado desde segunda-feira por cerca de 60 índios de cinco tribos diferentes.
A decisão judicial foi tomada a partir de um pedido de reintegração de posse da Norte Energia e do Consórcio Construtor Belo Monte. Na ação, a Norte Energia e o Consórcio informam que os invasores obrigaram os trabalhadores da obra a deixar o local, onde estão bens da ordem de R$ 1,5 milhão, além de explosivos armazenados em um paiol.