E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sábado, 29 de setembro de 2012

Obra póstuma de Benedito Nunes é lançada na Feira Pan-Amazônica do Livro, em Belém


Neste sábado (29) será lançado na Feira Pan-Amazônica do Livro, em Belém, o livro "Do Marajó ao Arquivo: breve panorama da cultura no Pará", de autoria do filósofo Benedito Nunes. O lançamento é uma homenagem póstuma ao escritor paraense considerado um dos maiores filósofos do País, que morreu no início de 2011, aos 81 anos. A obra foi organizada pelo filósofo e professor Victor Sales Pinheiro e coeditada pela Editora da Universidade Federal do Pará (Edufpa) e Secretaria de Estado de Cultura do Pará (Secult). O livro é uma coletânea com mais de 70 textos, contendo ensaios sobre as diversas manifestações culturais no Pará, escritos ao longo de mais de 50 anos. Segundo Victor Pinheiro, a obra tem alcance enciclopédico e é o mais extenso livro já produzido sobre o tema no Estado. Os ensaios reúnem estudos monográficos, crônicas, conferências, entrevistas, apresentações, prefácios e orelhas de livros.
“Como o professor Benedito Nunes não apenas estudou muitos autores e intelectuais, mas também os conheceu e interagiu com eles, há na obra valiosas crônicas sobre a intelectualidade paraense a que ele pertence. Em poucas palavras, diria que o livro contém uma história da literatura paraense, não unitária e linear, mas escrita sob a forma de ensaios independentes uns dos outros”, explica o organizador.