E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

No Pará, governo de Jatene será denunciado por omissão no caso de jovem assassinado pela PM

Organizações que atuam na área da infância e juventude devem entrar com uma ação indenizatória contra o Estado do Pará pelo assassinato de um adolescente na madrugada desta quinta-feira (13) no bairro do Jurunas, em Belém. O anúncio foi feito nesta sexta (14) durante coletiva à imprensa às 15 horas, na sede do Instituto Universidade Popular (Unipop), em Belém, no bairro do Umarizal.
O adolescente, que foi morto por policiais militares, tinha 17 anos e estava sob a tutela do Estado pois cumpria medida socioeducativa de semiliberdade.
Segundo o Programa de Promoção e Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes (Pró-DCA), o assassinato do adolescente foi uma morte anunciada e resultou de uma série de omissões do poder público, que por diversas vezes foi comunicado dos riscos que o adolescente corria.
“Queremos que seja apurado de quem foi a devida responsabilidade pela omissão, da mesma forma como iremos cobrar a apuração das circunstâncias em que ele foi assassinado pelos policiais. Isto não trará de volta a vida de nossos adolescentes, mas vai conter o elevado índice de extermínio de jovens em nossa cidade”, afirma.