E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Pesquisa Ibope mostra empate técnico entre Valmir e Coutinho em Parauapebas

Ontem (30), foi divulgada a pesquisa Ibope para as eleições a prefeito em Parauapebas. E os números são impressionantes. Aparentemente, Valmir da Integral (PSD), candidato apoiado por Simão Jatene, corre o risco de perder a eleição "mais ganha" do Estado.
Vejam lá.
Valmir começou esta campanha ostentando índices acima de 60% e ainda enfrentava um ilustre desconhecido.
Mas, nos números do Ibope, Valmir aparece com apenas 23%, uma desidratação e tanto. E além da queda o coice, Coutinho, que ninguém conhecia, tornou-se uma espécie de "queridinho" da cidade e já aparece empatado com Valmir na pesquisa espontânea. Valmir mantém uma ligeira vantagem na pesquisa estimulada (32 a 28), mas até mesmo esta folga pode evaporar.
Talvez seja o "efeito Jatene". A proximidade de Valmir com o "governador do Não" pode ser uma boa explicação para a descendente da candidatura, mas, que não se tire os méritos de Darci Lermen. O atual prefeito de Parauapebas conseguiu unificar seu próprio partido, depois estabeleceu a aliança estratégica com o PMDB, atraindo Bel Mesquita para a chapa de Coutinho e correndo o risco de reunir 16 anos de desgaste. Depois, recuou para não aumentar o "peso" da chapa. Manobras políticas de grande qualidade.
Está claro que nada está decidido, mas, o crescimento de Coutinho é inegável. Se vai ganhar, é outra questão. Faltando mais de trinta dias para as eleições, Valmir ainda tem tempo para reagir. Terá condições políticas de fazê-lo? Sabe-se lá.
Mas uma coisa é certa: em Parauapebas, como sempre, não existe jogo jogado, lá cada vez mais vale a máxima segundo a qual "eleição e mineração, o resultado só depois da apuração".
Veja os números no sempre bem-informado Blog do Zé Dudu.