E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sábado, 23 de junho de 2012

Perto do colapso - Preso desde 29 de fevereiro, Cachoeira dá sinais de descontrole emocional, diz jornal

No Correio Braziliense, hoje (23):
Preso desde 29 de fevereiro sob a suspeita de comandar um esquema de exploração de jogos ilegais e de fraudes em licitações, o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, está sob efeito de medicamentos psiquiátricos. De acordo com a advogada do bicheiro, Dora Cavalcanti, ele foi atendido ontem por um psiquiatra, que, segundo ela, receitou uma medicação específica para o tratamento. Dora negou, por ora, que a suposta doença psiquiátrica possa servir de argumento para um novo pedido de liberdade. “Ainda não sei. Seria especulação dizer qualquer coisa nesse momento. Deixa eu tentar entender bem essa situação primeiro”, disse a advogada.
De acordo com a advogada do bicheiro, o cliente enfrenta problemas de saúde. “Na segunda-feira passada, ele já não estava bem. Mas, na visita de ontem (quinta-feira) de manhã, ele não estava nada bem. Notei que estava ainda pior. O estado dele foi se agravando ao longo do tempo. As outras pessoas foram sendo soltas e a angústia dele aumentou”, disse ao Correio a advogada Dora Cavalcanti, referindo-se às recentes decisões judiciais que garantiram a soltura da maioria dos suspeitos que havia sido presa durante as operações Monte Carlo e Saint-Michel.