E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Começa o julgamento de Demóstenes. "O Senador quer ser julgado pela totalidade do Senado Federal", diz advogado


Ocorre desde as 18h30 o julgamento do senador goiano Demóstenes Torres (ex-DEM e agora sem partido) pelo Conselho de Ética do Senado Federal.
O primeiro a usar a palavra foi o advogado de Demóstenes, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakai, que insiste em alegar a ilegalidade das provas carreadas aos autos. "Houve uma burla à Constituição. O Ministério Público, o juiz, a polícia sabiam que estavam investigando um senador da República. Em clara afronta à Constituição continuaram a investigar", disse Kakai.

Kakai criticou os constantes vazamentos de gravações envolvendo Demóstenes. "O vazamento sistemático das escutas foi um verdadeiro massacre contra o senador da República. Esses vazamentos foram feitos pra se criar um pré-julgamento", disse o advogado.
Kakay disse que "Demóstenes quer se submeter ao plenário da Casa. Nós não vamos pedir que arquivem o processo.  O Senador quer ser julgado pela totalidade do Senado Federal. Sendo ele um senador eleito de forma absolutamente consagradora em seu estado. [...] O senador entende que deve ir ao plenário. A defesa pede que vossas senhorias encaminhem o processo para o plenário, para que ele decida a sorte desse senador da República".
Kakay encerrou pedindo que os senadores aprovem por unanimidade o encaminhamento do processo para o plenário do Senado. 
Agora, Humberto Costa, relator no processo contra Demóstenes, lê seu parecer. O documento, de 69 páginas precisa ser lido na íntegra. Após a leitura, os senadores discutirão e por fim deliberarão através de voto nominal e aberto.
Salvo alguma intercorrência inusitada, o Conselho de Ética deverá recomendar a cassação de Demóstenes, por unanimidade. O processo seguirá então à Comissão de Constituição e Justiça para, em seguida, ser enviado ao plenário do Senado. A previsão é que o processo seja concluído até o dia 17 de julho, quando deverá começar o recesso parlamentar. A sessão da CCJ você acompanha ao vivo aqui.