E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Charlie Sheen estreia "Anger Menagement", hoje, no FX


O popular ator Charlie Sheen estreia nesta quinta-feira sua nova série de televisão, "Anger Management", uma comédia na qual interpreta um terapeuta especialista no controle da raiva e que representa seu retorno à TV após sua polêmica saída de "Two and a Half Men".
O programa estreia com dois episódios de 30 minutos que passarão no canal FX a partir das 21h locais, apesar de se acomodar a partir da semana que vem no horário das 21h30.
"Anger Management", uma adaptação do filme "Tratamento de Choque" (2003), protagonizado por Jack Nicholson e Adam Sandler e conta em seu elenco com Selma Blair (da saga "Hellboy"), Shawnee Smith ("Becker") e a latina Daniela Bobadilla ("Desperate Housewives").
Sheen, de 46 anos, chegou a ser o ator com o melhor salário da televisão nos EUA, graças a seu personagem de Charlie Harper em "Two and a Half Men", trabalho pelo qual ganhava US$ 2 milhões por episódio.
O salário era uma constatação do peso de Sheen no sucesso da série da cadeia "CBS", que era acompanhada por uma média de 14 milhões de espectadores por capítulo. No entanto, a Warner, produtora do programa, terminou por se desfazer de sua estrela em março de 2011, após uma série de polêmicas.
O ator tinha entrado em uma dinâmica de excessos associados com drogas e álcool que forçou a suspensão da filmagem da série. Após um período errático e se submeter a processos de reabilitação, Sheen apostou em retornar à televisão com "Anger Management", onde seu personagem também se chama Charlie.
Seu substituto em "Two and a Half Men" foi Ashton Kutcher e, embora a série sem Sheen teve um promissor reinício (28 milhões de espectadores no primeiro capítulo), o índice de audiência da comédia foi afundando paulatinamente até ficar em seus mínimos históricos neste ano.