E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

terça-feira, 8 de maio de 2012

Tribunal do Pará mantém bloqueio de bens de envolvidos no escândalo da Alepa

Ainda ontem (7), a juíza convocada Nadja Nara Cobra Meda, das Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Estado (TJ/PA),  não reconheceu o Mandado de Segurança impetrado por Elzilene Maria Lima Araújo, ex-servidora da Assembléia Legislativa do Pará (Alepa), denunciada com mais onze pessoas no caso que apura denúncias de irregularidade na contratação de pessoal e de fraude em licitações na Alepa
A impetrante pretendia conseguir de volta os bens bloqueados pela justiça, porém entrou com a ação no segundo grau, sem submeter o pedido ao juiz de primeiro grau, o que configura supressão de instâncias. O voto foi acompanhado na íntegra e à unanimidade pelas Câmaras Criminais do TJ/PA.