E como os brados no Mundo podem tanto, bem é que
bradem alguma vez os pregadores, bem é que gritem
Pe. Antonio Vieira

sábado, 28 de abril de 2012

Wandenkolk apoia I Grito das Águas que vai discutir impactos da Hidrovia


Os pescadores da Colônia Z-44, na cidade de Itupiranga, acreditam que a construção da hidrovia Araguaia-Tocantins poderá causar sérios danos à pesca e ao ecossistema na região.
Para discutir os impactos decorrentes da hidrovia e quais as formas de reduzi-los ou compensá-los, os pescadores realizam amanhã (29), a partir das 8h, em Itupiranga, o I Grito das Águas.
O evento deverá contar com a participação de pescadores e autoridades de cidades vizinhas, principalmente aquelas localizadas na região do Lago de Tucuruí.
O evento contará ainda com a participação do deputado federal Wandenkolk Gonçalves, filho de Itupiranga. Para Wandenkolk, todo o desenvolvimento é bem-vindo e deve ser incentivado, desde que não traga prejuízos às comunidades ou trazendo-os, seja possível diminuí-los ou neutralizá-los através de medidas compensatórias.
O deputado avalia que o Governo Federal e a Vale, que deverão construir e explorar a hidrovia, precisam ter claro que existem milhares de famílias que dependem da pesca artesanal e da agricultura familiar que sofrerão impactos com a implantação do modal e um plano de atendimento a essas demandas precisa ser elaborado com urgência, ouvindo as comunidades e atendendo suas reivindicações. "Iniciativas como este I Grito das Águas, são fundamentais para mostrar às autoridades que é preciso desenvolver a região, mas sem prejudicar as comunidades da região", disse Wandenkolk.
O evento começa com ato público na "rampa" de Itupiranga e manifestação das autoridades presentes.